Instalações Prediais de Águas Frias - NBR 5626:1998

20/10/2018Thibério Leitão

Nesse post vamos comentar, de maneira simples e objetiva, alguns tópicos importantes referentes ao tema de Instalações de Águas Frias. Destaca-se que não vamos abordar completamente a norma, uma leitura dinâmica da mesma deve ser realizada para os que se preparam para concursos de Engenharia Civil, tendo em vista ser um assunto bastante cobrado.

O item 5.3 – Dimensionamento das Tubulações traz alguns tópicos importantes para as provas de concursos: tempo de preenchimento de reservatórios, velocidade máxima, pressões máximas e mínimas e sobrepressão máxima em transientes hidráulicos, conforme Mapa Mental da Figura 1‑1.

Figura 1‑1 – Resumo – Mapa Mental

Vazões no Abastecimento de Reservatório

Sobre o tempo de enchimento dos reservatórios a norma estabelece o seguinte critério:

Nos pontos de suprimento de reservatórios, a vazão de projeto pode ser determinada dividindo-se a capacidade do reservatório pelo tempo de enchimento. No caso de edifícios com pequenos reservatórios individualizados, como é o caso de residências unifamiliares, o tempo de enchimento deve ser menor do que 1 h. No caso de grandes reservatórios, o tempo de enchimento pode ser de até 6 h, dependendo do tipo de edifício.”

 

Velocidade máxima da água

A norma cuidou de estabelecer uma velocidade máxima de 3 m/s para qualquer trecho da tubulação, conforme transcrito a seguir:

As tubulações devem ser dimensionadas de modo que a velocidade da água, em qualquer trecho de tubulação, não atinja valores superiores a 3 m/s.

Você pode associar essa limitação ao fato da velocidade ser relacionada com a perda de carga (concentradas e distribuídas) em tubulações. Assim, grandes velocidades implicam em grades perdas de cargas, que podem gerar problemas na pressão disponível. Nesse sentido, a norma tratou de estabelecer um limite para dar maior segurança ao funcionamento do sistema. Ainda assim, faz-se necessária a realização de uma verificação da pressão disponível, conforme procedimento do item A.3 Verificação da pressão disponível da norma.

Pressões mínimas e máximas

A norma também cuidou de estabelece limites mínimos para pressão dinâmica e limite máximo para pressão estática.

Para pressão dinâmica mínima a norma estabeleceu os limites com base na pressão na Rede de Distribuição e nos Pontos de Utilização.

Para os pontos de utilização tem-se o seguinte: “Em qualquer caso, a pressão não deve ser inferior a 10 kPa, com exceção do ponto da caixa de descarga onde a pressão pode ser menor do que este valor, até um mínimo de 5 kPa, e do ponto da válvula de descarga para bacia sanitária onde a pressãonão deve ser inferior a 15 kPa.

Para a rede de distribuição tem-se o seguinte: “Em qualquer ponto da rede predial de distribuição, a pressão da água em condições dinâmicas (com escoamento) não deve ser inferior a 5 kPa.

Já para pressão máxima estática (sem fluxo de água) tem-se o seguinte: “Em condições estáticas (sem escoamento), a pressão da água em qualquer ponto de utilização da rede predial de distribuição não deve ser superior a 400 kPa”.

Finalmente, a norma também estabeleceu um limite para a sobrepressão gerada em transientes hidráulicos como no máximo 200 kPa. Um transiente hidráulico normalmente é associado a mudanças bruscas na geometria (mudança da vertical para horizontal) ou no fornecimento da água (fechamento de válvula ou falha em bombas).

Buscamos abordar neste post tópicos interessantes e normalmente cobrados nos concursos de Engenharia Civil sobre a norma 5626:1998. Contudo, recomenda-se uma leitura dinâmica da norma, para conteúdos mais específicos que são cobrados.

Obs: Você pode baixar o mapa mental com o resumo clicando na imagem

Questões:

FCC - TRE MS - 2007

Em um edifício residencial, a mínima pressão dinâmica no topo de cada coluna deve ser, em m.c.a., de

a) 0,25

b) 0,50

c) 0,75

d) 1,00

e) 1,25

CESPE – CNJ - 2013

Acerca de instalações prediais hidráulicas e sanitárias, julgue o item que se segue.

No sistema direto de distribuição de água, a alimentação da rede interna de distribuição do prédio é feita pela ação da gravidade, por meio de reservatórios superiores.

Certo Errado

ESAF – MF - 2013

As instalações hidráulicas prediais de água fria são dimensionadas para atender às pressões da água, tanto na condição estática (pressão nos tubos com a água sem escoamento) como na condição dinâmica (pressão nos tubos com a água em movimento). Considerando as exigências e recomendações para o bom desempenho da instalação, assinale a opção incorreta.

a) Em condições estáticas, a pressão da água em qualquer ponto de utilização da rede predial de distribuição não deve ser maior do que 40 m.c.a.

b) Em qualquer ponto da rede predial de distribuição, a pressão da água em condições dinâmicas não deve ser inferior a 0,50 m.c.a.

c) As condições de pressão máxima e mínima variam de acordo com o material e tipo de tubulação adotada.

d) A movimentação da água sob pressão elevada gera ruídos de impacto. O fenômeno conhecido como golpe de aríete ocorre quando a água que desce com muita velocidade pela tubulação é interrompida bruscamente.

e) As perdas de cargas que ocorrem nas canalizações dependem do comprimento das tubulações, do número de conexões, da rugosidade e diâmetros dos tubos.

Sobre Thibério Leitão


Graduação em Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza (Unifor, 2014.2)  e Mestre em Engenharia Civil (Recursos Hídricos) pela Universidade Federal do Ceará (UFC).



Comentários